Por que é importante preservar tubarões e raias?  


Tubarões e raias são considerados animais topo de cadeia, o que quer dizer que se alimentam de outros animais, mas dificilmente são predados, sendo assim, quando montamos uma cadeia alimentar, os vemos sempre nos extratos superiores.

Mas considerando que eles são grandes predadores e amedrontam muitos animais e pessoas, por que devemos parar de temê-los e passar a temer que eles sumam do mundo?

arraia

A questão é que, como eles são predadores, podemos ficar com um pouco de medo de nos aproximarmos, mas se pensarmos em um oceano sem tubarões, é de se ter muito mais medo. Isso porque os predadores de topo são controladores das populações de suas presas e, consequentemente, das presas de suas presas também. Dessa forma, com os tubarões no oceano, é possível ter um equilíbrio entre as populações de todas as espécies naturais de uma comunidade.

Explicando de uma forma mais didática, com tubarões e raias no oceano, os mesopredadores são predados e, com isso, tem sua população controlada, logo, terá uma menor predação sobre os herbívoros. Os herbívoros então terão uma população de porte médio, conseguindo se alimentar das algas, que são competidores mais fortes que corais. Ao se alimentar dessas algas, abre-se espaço para o desenvolvimento de corais, que permitem o desenvolvimento de outras comunidades de seres vivos.

tubarão

Porém, sem os tubarões e raias, os mesopredadores teriam uma população muito grande, o que diminuiria muito a população de herbívoros, que não dariam conta de controlar a população de algas, o que não permitiria o desenvolvimento dos recifes de corais, afetando várias populações de animais, além de diminuir grande parte dos nutrientes deste ambiente. Em um cenário mais trágico, um boom de algas poderia deixar o ambiente anóxico e levar à desertificação de todo o oceano.

Dessa forma, precisamos entender e ensinar a todos o quanto é importante ter esses animais no oceano e o quanto precisamos compartilhar as atitudes conscientes perante esses animais. Devemos sempre nos lembrar o quanto é problemático consumir qualquer parte do corpo desses animais, tanto adereços e enfeites como colar de dentes e mandíbulas, quanto a carne na forma de sopa de barbatana ou de cação.

Quando compramos estas carnes ou estes produtos, incentivamos a pesca desses animais, que tanto demoram a se reproduzir e muitas vezes não conseguem se recuperar, tendo suas populações locais dizimadas.

Para saber mais sobre a escolha consciente e responsável dos tipos de pescado, veja o guia do Projeto Biopesca: http://www.aquariodesaopaulo.com.br/blog/index.php/consumo-responsavel-de-pescados/

 

Podemos ajudar também na preservação destes animais conhecendo mais sobre eles, nos afeiçoando e divulgando nossos conhecimentos a outras pessoas, dessa forma, criaremos uma corrente de proteção a esses animais.